Atalhos

2ª semana, 2ª lição: definir objectivos


Ao efectuar um investimento financeiro é essencial definir objectivos. Estes objectivos são factores cruciais para a gestão da nossa posição nos mercados e devem ser determinados com o máximo cuidado possível.

Determinação de objectivos

A determinação de objectivos de rentabilidade para um investimento financeiro pode não ser totalmente científica, mas pode ser baseada na análise de:

  • Rentabilidades passadas;
  • Perspectivas do mercado e do próprio investimento;
  • Risco e volatibilidade do investimento;
  • Necessidades pessoais de liquidez e macro-objectivos de retorno.

Exemplo

Um exemplo da formulação de um objectivo de rentabilidade é afirmar:

Vou adquirir acções da REN com a expectativa de as vender 10% acima do valor de compra, no prazo máximo de 1 ano.

Os 10% foram um valor arbitrário, mas seria o resultado de uma análise das rentabilidades passadas na evolução dos resultados da REN e da estabilidade do monopólio no negócio do transporte de electricidade e gás. O prazo de 1 ano seria, por exemplo, baseado na minha liquidez desejada e na eliminação do impacto de oscilações de curto prazo.

Dinâmica

Obviamente que a definição de objectivos não é estática. Deve ser feita antes do início do investimento e periodicamente revista, o que não significa que se deva abandonar os objectivos e andar ao “sabor do mercado”.

A disciplina é essencial para a contenção do risco e obtenção dos resultados pretendidos: um investidor sem rumo é um marinheiro à deriva.

Última actualização: 02/02/2017

Partilhe:

,

Um comentário a 2ª semana, 2ª lição: definir objectivos

  1. Oscar Agosto 8, 2007 at 21:31 #

    Parabéns Pedro

    Excelente artigo e independente.

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa