Atalhos

Guia Fiscal 2007


A propósito do IRS relativo a 2007, mandaram-me por email o Guia Fiscal de 2007, elaborado pela Deco. É um documento muito completo, com informação relevante e que inclui temas como:

  • Trabalho por conta de outrem
  • Profissionais independentes
  • Rendimentos de capitais
  • Imóveis
  • Pensões
  • Deduções à colecta

Está escrito numa linguagem acessível e clara, com conselhos práticos. Além disso, a maior parte dos temas é explicado a partir de uma hipotética questão (e.g., “Como posso deduzir as minhas despesas de saúde?”), o que torna a leitura mais interessante.

O meu conselho é que tentem obter este guia, que faz parte da edição nº 084 (Novembro 2007) da revista Dinheiro & Direitos, pois vai ajudar-vos a perceber melhor as particularidades do IRS.

Gostaria de vos enviar uma cópia, mas infelizmente a lei dos direitos de autor não mo permite. Ainda assim, imagino que não seja difícil (ou caro) comprar a revista ou arranjar o guia através de um amigo.

Para ajudar quem não consegue obter o guia da Deco, será que alguém conhece um bom guia para o IRS 2007 (grátis), que esteja disponível em formato digital?

Última actualização: 24/11/2014

Partilhe:

,

35 comentários a Guia Fiscal 2007

  1. Nuno Centeio Março 3, 2008 at 13:18 #

    Bruno, (o da questão das passworD)
    Se fizer a sua declaração com o seu conjuge é necessária as duas password pois no final é necessário assinar a declaração. Essa assinatura é feita com as respectivas password.
    Também no inicio do processo é necessário o nº de contribuinte e password de ambos.

  2. paulo moura Março 7, 2008 at 21:23 #

    Boa noite,

    Estando desempregado o ano de 2007 tenho de entregar o IRS?

  3. Alfredo Castro Março 10, 2008 at 15:33 #

    Boa tarde a todos
    Antes de mais quero elogiar a excelente página que o Pedro Pais tem aqui.
    è uma página que vai ajudar muito.

    Agora, queria perguntar se alguem tem um guia fiscal para 2008.
    Perguntam:
    “Estamos quase no inicio do nao e já quer um guia fiscal?”

    A resposta é simples.
    Quanto mais cedo tentarmos arranjar facturas para “meter”, melhor, não acham?

    Se alguém souber de alguma coisa, ficava muito grato.

    Alfredo castro

  4. Pedro Pais Março 10, 2008 at 23:13 #

    Paulo,

    Se tem rendimentos (do subsídio de desemprego), presumo que sim.

  5. Patrícia Sarmento Abril 8, 2008 at 12:48 #

    Parabéns pelo esclarecedor e actualizado Blog, Pedro!

    Tenho uma pergunta semelhante à do Paulo. Vou entregar a declaração de IRS na situação de solteira (apesar de viver junta). No que respeita ao campo dos juros e amortizações de divida (empréstimo para habitação própria e premanente) posso dividir o total com o meu companheiro e deduzirmos os 2 esta despesa?

    Obrigado,
    Patrícia

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa