Atalhos

Indisponibilidade



Kit primeiros socorros

Hoje (21-11-2007), o blog esteve inacessível por algumas horas. Lamento desde já esta situação, mas peço a vossa compreensão e espero que o acesso aos conteúdos do blog esteja em pleno.

Informo ainda que o problema teve origem no serviço prestado pela empresa que me fornece o alojamento (BlueHost), mas confesso que em termos globais tenho estado satisfeito com o serviço. Todos temos falhas e há que ser compreensivo.

Obrigado pela vossa visita e permanente contribuição.

Última actualização: 21/11/2007

Partilhe:

4 comentários a Indisponibilidade

  1. Luís Novembro 22, 2007 at 13:32 #

    Caro Pedro, li atentamente o estudo feito relativo aos depósitos a prazo. Contudo subsiste-me uma dúvida, a taxa de juro do BiG vem mencionada como TAE, qual é o significado? E qual a diferença do TAE e o TANB (que existe no BES, de que também sou depositante). Antecipadamente grato pelos seus esclarecimentos.
    Melhores Cumprimentos

  2. Bikoka Frita Novembro 22, 2007 at 14:52 #

    Pedro,

    Peço a tua ajuda para responder a uma dúvida de uma amiga que costuma ler o meu blog.
    A dúvida vem no seguimento do meu post sobre o IRS e os PPR:

    http://bikokafrita.blogspot.com/2007/11/irs-e-os-ppr.html

    A dúvida da Tulipa Negra é a seguinte:

    “Falei com o meu pai sobre esse assunto e ele comentou que neste momento para quem tem 32 anos não compensa fazer um PPR. É verdade? E porquê?”

    Sinceramente não tenho conhecimentos suficientes sobre produtos financeiros para responder a Tulipa Negra.

    Penso que deve ser um dúvida que muitas pessoas tem logo um post no teu blog seria interessante.

    Obrigado.

  3. Pedro Pais Novembro 23, 2007 at 20:10 #

    Luís,

    Publiquei um artigo exactamente sobre esse tema (para lhe responder), espero que ajude. Caso precise de algum input adicional, informe-me.

    Abraços.

  4. Pedro Pais Novembro 23, 2007 at 20:14 #

    @Bikoka Frita ,

    A questão dos PPR é um bocado discutível.

    Por um lado é um mecanismo de poupança e tem abatimentos muito atractivos no IRS. Por outro tem fortes restrições de movimentação, sendo que só poderá movimentar após 5 anos E se tiver atingido 60 anos, para já não falar nas altas comissões cobradas por alguns bancos.

    Pessoalmente custa-me investir dinheiro e saber que durante dezenas de anos não lhe posso mexer, mas para certos casos pode ser uma boa ideia (especialmente pessoas que têm dificuldade em manter o dinheiro “quieto”) 🙂

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa