Atalhos

IRS 2015 e Euribor



Com a entrada no novo ano, queremos aproveitar antes de mais para lhe desejar um próspero 2015.

Hoje relembramos algumas das principais alterações ao nível dos impostos e afins em 2015, bem como a evolução da média mensal da Euribor em 2014.

IRS

2015 traz-nos a reforma do IRS, cujas principais medidas tivemos já oportunidade de analisar. Grande parte das medidas não terá um impacto imediato, uma vez que o IRS 2015 só será definitivamente apurado em 2016, mas o seu efeito prático deverá ser sentido pela altura da publicação das novas tabelas de retenção.

Ainda assim, importa relembrar que a partir de agora e para efeitos de deduções à colecta só serão consideradas as despesas que tiverem número de identificação fiscal do adquirente, pelo que sempre que possível deve solicitar factura com tal elemento presente.

No artigo 12 medidas (revistas) da reforma do IRS e fiscalidade verde pode rever as principais medidas, que sintetizamos abaixo:

  • Taxa de IRS passa a ter em conta o número de dependentes
  • Casados podem apresentar declarações em separado
  • Deduções à colecta mudam significativamente
  • Englobamento de rendimentos flexibilizado
  • Deduções aos rendimentos prediais
  • Rendimentos dos expatriados com regime especial
  • Mais-valias com venda de imóveis isentas de impostos, se para amortização de crédito
  • Redução da tributação para empresários que iniciem actividade
  • Alargamento do regime de dispensa de declaração

Sobretaxa

A sobretaxa de IRS mantém-se nos moldes até agora praticados, havendo uma muito ligeira diminuição por alteração do salário mínimo, cujo efeito já se deverá ter sentido no final de 2014.

Redução salarial função pública

A redução salarial sobre a função pública também se mantém, havendo contudo um atenuar de 20% do corte sofrido. Isto é, se tinha um corte de € 200 no salário bruto, passará a ser de € 160 (€ 200 – 20%* € 200).

CES

A Contribuição Extraordinária de Solidariedade passa a ser aplicável apenas aos pensionistas com pensões acima de € 4.611, e com taxas mais baixas.

Euribor

Durante 2014 a média mensal da Euribor teve uma queda para valores nunca antes vistos, em particular nos últimos 4 meses. Em 2015, a tendência para já é de que os baixos valores se mantenham. Em termos práticos, os créditos variáveis ficam mais baratos de pagar, o que é contrabalançado por uma diminuição geral da remuneração dos depósitos a prazo.

Caso já tenha algum crédito e esteja a “usufruir” desta folga na prestação, aproveite para reforçar a sua poupança mensal. Com este reforço pode pensar em amortizar antecipadamente de forma parcial o seu crédito, caso tenha um spread elevado, poupando muito dinheiro em juros. Se por outro lado o seu spread é muito baixo, reforce o mealheiro e comece a pensar em investir o seu dinheiro de forma consciente, sem ilusões de rentabilidades fantásticas mas com objectivos realistas.

Perspectivas para 2015

A final financeiro, quais são as suas perspectivas para 2015? O que pensar ir melhorar ou piorar?

Última actualização: 02/02/2017

Partilhe:

, , , , , , ,

21 comentários a IRS 2015 e Euribor

  1. Humberto Botelho Fevereiro 9, 2015 at 22:46 #

    Boa noite.
    Uma vez que actualmente possuímos a plataforma e-fatura para verificar e registar faturas, gostaria de saber como terei acesso ao registo das faturas que tenho pedido com o NIF do meu filho (menor).
    Obrigado.

    • Mário Gomes Fevereiro 18, 2015 at 22:20 #

      Pelo que tenho lido, penso que terá de registar o seu filho no site das finanças e pedir senha e com esses dados poderá aceder às faturas do seu filho no e-fatura.

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa