Atalhos

Portugal depende de todos



O Investimento Directo Estrangeiro (IDE) assume um importante papel na Economia Portuguesa, tendo sido obtido um importante marco no ano de 2000 com o nível de 23% do Produto Interno Bruto (PIB).

Mas a entrada destas empresas estrangeiras implica um custo de oportunidade para o País, sendo necessário balancear os efeitos positivos no emprego, nas exportações e economia com os efeitos negativos dos planos estatais de investimento na atracção destas empresas (redução da carga fiscal ou na atribuição de fundos não reembolsáveis).

Sabemos que a atracção das empresas faz-se por factores nem sempre económicos, mas que se traduzem em euros, como sejam a qualificação da mão-de-obra, custo da terra (instalações), estabilidade política, licenciamentos, prazos de recebimento, legislação laboral e fiscal, burocracia, etc.

Portugal nestes últimos tempos, realizou um enorme esforço na simplificação da burocracia (Simplex), realçando o sucesso internacional da Empresa na Hora ou da Marca na Hora e a agora do Licenciamento.

Estes factores elevam o ranking internacional de atracção de IDE, mas factores com o atraso dos tribunais ou a burocracia puxam Portugal bem cá para baixo.

A adesão dos novos Países à União Europeia, mudou a centralidade da Europa, tornando Portugal, menos competitivo, dado o nível de habilitações dos nossos “concorrentes”. Assim temos de ser nós, os Portugueses, a lutar para melhorar o nosso país e ajudar o Estado, corrigindo o próprio Estado.

A correcção do Estado é essencial para a melhoria de vida de todos e, com a entrada destes novos capitais estrangeiros, é fundamental, porque vêm associadas novas praticas de gestão e de investimento em novas tecnologias, que provocam um aumento na produtividade Portuguesa e a modernização dos tecidos económicos adjacentes ao sector de actividade em causa.

Assim pretendo com este artigo, mudar mentalidades, dizer que depende de todos e não só do Estado para melhorarmos este País.

Peço por favor Reclamem, Lutem e Não Critiquem nos Cafés. Portugal depende de todos.

Escrito por Óscar Bernardes em 21 de Abril de 2007

Última actualização: 24/07/2011

Partilhe:
Ainda sem comentários.

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa