Atalhos

Poupe no seu Crédito Habitação


Pedro Pais: Este artigo foi gentilmente escrito e cedido pelo João (com algumas adaptações minhas), do site Produtos Bancários, cuja leitura recomendo.

Se possui um crédito habitação então a possibilidade de poupar centenas de euros com a amortização antecipada é uma realidade, sendo que uma simples estratégia de amortização anual de 1.000 euros pode representar mais de 10 vezes esse valor de poupança de juros.

Toda esta poupança se resume a uma simples estratégia amortização antecipada parcial e redução do prazo.

A estratégia é simples e o objectivo claro. Não só quer poupar nos juros como também quer poupar no prazo.

Para isso, sempre que efetua uma amortização antecipada solicite uma atualização do prazo junto do seu banco de forma a manter a mesma prestação que até então tem vindo a suportar.

Vejamos os exemplos.

Dados

  • Montante: 150.000 euros;
  • Prazo: 30 anos;
  • Taxa juro: 3% (indexada à Euribor)
  • Estratégia: amortizações anuais de 1.000 euros.

Amortização antecipada crédito habitação

Considerações

Como pode verificar, a poupança é maior sempre que solicita uma atualização do prazo em função da prestação atual, sendo que não só irá poupar mais de 7.000 euros em relação à não atualização do prazo, como também irá reduzir o prazo do seu crédito habitação em 5 anos. Poupa tempo e dinheiro.

Com o Decreto-Lei n.º 171/2008 e Decreto-Lei n.º 51/2007 este tipo de estratégia comporta um custo máximo de 0,5% da amortização (ou 2%, se for à taxa fixa), não podendo ser exigida qualquer contrapartida por parte do banco.

Necessita apenas de avisar, por escrito, com 7 dias de antecedência de que pretende amortizar parcialmente o seu crédito habitação, desde que o dia da amortização antecipada seja coincidente com o dia do pagamento da prestação.

Como aplicar a estratégia

Muitas são as formas para reunir um montante considerável para amortização do crédito habitação. Dê azo à sua imaginação e estipule metas de poupança mensal com vista à amortização. Alguns exemplos:

  • Deixe de fumar. 1.000 euros ano;
  • Aproveite os descontos. Se beneficiou de descontos porque não guardar esse dinheiro e pensar que pagou o preço sem desconto? 240 euros ano;
  • Crie uma poupança programada de 100 euros mensais. 1.200 euros ano;
  • Utilize o subsídio de férias e Natal. 1.300 euros ano;
  • Aproveite as marcas brancas. Aproximadamente 300 euros ano;
  • Evite jantar fora. 300 euros ano.

Utilitários

Utilize o simulador do blog do Pedro para determinar o prazo para o novo capital, bem como a nossa minuta de amortização antecipada parcial e minuta de redução de prazo do crédito habitação e não se esqueça: o seu desejo é manter a prestação, amortizar e reduzir prazo.

Nota

O processo de redução do prazo é considerado uma renegociação das condições bancárias, que apesar de possuírem proteção legal através do Decreto- Lei n. 171/2008, nada impede o banco de renegociar outras variáveis do crédito habitação aquando da atualização do prazo. Todavia, caso existam novas condições estas terão que ser comunicadas ao cliente para aceitação.

Se o banco não aceitar… automatize

Faça você mesmo e considere que está a pagar a prestação antiga todos os meses poupando a diferença em uma conta poupança.

No final do ano, junte os seus 1.000 euros à poupança da automatização e amortize o seu crédito habitação.

Já agora, que estratégia utiliza para amortizar créditos?

Última actualização: 04/10/2015

Partilhe:

, ,

32 comentários a Poupe no seu Crédito Habitação

  1. Sandra Dezembro 29, 2010 at 11:21 #

    Ao contactar o meu banco (Santander) tomei conhecimento que as amortizações se reflectem no valor da prestação e não no prazo. Para alterar o prazo seria necessário efectuar um aditamento ao contrato que implica custos notariais.
    De qualquer forma, chego à conclusão que é vantajoso amortizar.

    • Pedro Carvalho Junho 11, 2013 at 19:25 #

      Boa Tarde Sandra, E quanto ao seguro de vida associado ao crédito já alterou? Sabia que pode poupar largas dezenas euros trocando o seguro. Pedro

  2. grabulho eod02 Dezembro 29, 2010 at 14:58 #

    nem mais

  3. FLOR NOGUEIRA Janeiro 10, 2011 at 20:23 #

    Olá primerio quero vos parabenizar pois tem ajudado muito.mas gostaria de tiraruma duvido sobre o CH pois o banco disse-me que aumentara o meu spread pois deixei de ter um produto ,mas isto ja foi a um ano deixei de pagar o seguro do carro por ele (bes)tenho 2 creditos um de 10.00 e outro 89.500 a euribor de 6 meses e spread de 0,700% tipo taxa variavel TAN 1,837% e TAE 1,884% estava a pagar 233.08 e 30.70 agora eles (bes)querem cobrar 241.50 e 31.50.será que esta correto ou posso negociar estes valores. e com 564 meses.pago desde 10.10.2007. e ainda falt tanto 86.670.73 e 9.726.50.por favor me esclareça.e o meu muito obrigado.

  4. FLOR NOGUEIRA Janeiro 10, 2011 at 20:27 #

    esqueci-me de dizer ainda pago um seguro vida act.CH de 23,54 eo outro de 2,65 e tbm pago bes seguro 12,38 e seg credito individual 12,11. tenho o CH 89,500 e o outro e credito individual.

  5. FLOR SANTANA Dezembro 7, 2011 at 16:32 #

    OLA PEDRO, JA PODES REPONDER-ME RS E PQ ESTAVAS A ESTUDAR.OLHA AGORA JA SUBIU TODO O CAPPATL E M DIVIA ESTA EM 85,664,58. TAXA VARIANTE, TAN 1,736 SPRED 1,00
    TAN 2,736
    TAE 4,544, por que pago as parcela e não diminui no valor total da divida?

  6. Arlindo cunha Janeiro 7, 2013 at 9:01 #

    posso pedir ao banco para alterar o prazo de crédito habitação de 25 anos para 40 anos?

  7. Vilmar Oliveira Janeiro 17, 2013 at 16:59 #

    Boas Pedro!
    Tenho uma dúvida,comprovei ao banco onde tenho crédito habitação que tive quebra de rendimento na ordem dos 50% para beneficiar de um prazo de carencia de capital pelo prazo de 12 meses.Conforme a nova lei de proteção ao sobreendividamento,o banco não pode alterar as taxas contratadas anteriormente,pelo que queriam alterar meu spread de 0,90 para 1,10%!porém no final decidiram mater a taxa nos 0.90,e pelo que foi me dito hoje na sucursal foi que estou abrangido pela nova lei e por isso é que não foi me alterado o spread,porém foi feito um contrato com alteração da euribor de 3 meses para 6 meses e incluiram cláusulas que considero abusivas como por exemplo que durante a vigencia do contrato(ditamento) o banco poderia unilateralmente alterar me o spread e as taxas!Logicamente que recusei,pois sei que a nova lei proíbe a alteração de qualquer termo do contrato as pessoas que estejam abangidas pela nova lei!Estou a ponderar entrar com uma queixa no Banco de Portugal,pois se estou abrangido por uma lei que visa ajudar as pessoas a regularizarem sua situação!e o banco não pode (neste caso)facilitar me a vida agora para se calhar antes de terminar o prazo complicar me a vida ainda mais!O que acha disto?Obrigado

    • joao bento Agosto 28, 2015 at 21:18 #

      ola
      propuseram-me um contrato parecido.
      acho que a resposta ta no banco de portugal e no dl59/2012, artigo 28ª-A, alinea 1, sub-alinea b.
      vejo que o seu caso é anterior ao meu.
      teve resolução?

      cumps.

  8. Carla Dezembro 16, 2013 at 12:13 #

    Olá,
    Gostava de abter uma parte no meu crédito habitação, (que tenho com o BES), mas no precário deles indica que além dos 0,5% previsto no decreto lei, acresce 4% de imposto de selo.
    Isto quer dizer que abatendo 5000€ além dos 25 euros que iria pagar terei que pagar 200€ de imposto de selo? É obrigatório eu pagar mesmo estes 4%.
    Obrigado pela atenção

  9. Cláudia Dezembro 27, 2013 at 12:14 #

    Boa tarde partilho da mesma dúvida da Carla em relação ao pagamento dos 4% de imposto de selo.
    Em relação a amortizar capital na divida e reduzir prazo mantendo o valor da prestação, qual o número de meses ou anos minimos a reduzir?

Trackbacks/Pingbacks

  1. Foi um Bom Ano 2010 | Obrigado a Todos - Produtos Bancários - Março 26, 2015

    […] Economia e Finanças com o artigo Como Acabar com os seus Créditos, o Pedro e o Blog com o artigo Poupe no Crédito Habitação e, por ultimo, no blog Poupa e Ganha com o artigo Também é Possível Poupar e Ganhar com os […]

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa