Atalhos

Prémio do seguro acompanha montante em dívida


No passado dia 10 de Dezembro entrou em vigor o Decreto-Lei n.º 222/2009 que estipula, para além de outros pontos, que o capital segurado pelo seguro de vida (se associado a um crédito habitação) acompanhe o valor do montante em dívida e, mais importante ainda, esse acompanhamento se reflicta no valor do prémio a pagar.

Significa isto que, por exemplo, se o capital em dívida passar de €100 000 para €95 000, o montante seguro (e respectivo prémio) deverão ser actualizados.

Para ter a certeza que a sua seguradora actualiza o capital segurado e o prémio do seguro, o melhor é entrar em contacto com a mesma. Para tal, uma possível forma é utilizar esta carta tipo, gentilmente cedida pela Paula Guerreiro. A Paula tem andado em cima do tema (pode acompanhar os desenvolvimentos aqui) e tem disponibilizado imensa informação útil, incluindo esta carta tipo, pelas quais lhe agradeço imenso.

Espero que faça bom uso desta dica, ou seja, ponha-a em prática. Aproveite também para partilhar com todos os resultados da sua interacção com a seguradora, de forma a que possamos aprender.

Última actualização: 12/05/2014

Partilhe:

, ,

59 comentários a Prémio do seguro acompanha montante em dívida

  1. Rui Teles Agosto 28, 2010 at 13:40 #

    Boa tarde, C_Ramalho

    Antes de mais peço desculpa pelo atraso na resposta, mas em tempo (final) de férias nem sempre tenho a net ligada.
    Em relação à Seguradora em questão chama-se ALICO. Segundo sei está instalada em 55 países e em Portugal está há 25 anos. Está sediada na Av. da Liberdade, em Lisboa, e tem algumas agências espalhadas pela cidade e pelo resto do país.
    Poderá consultá-la em http://www.alico.pt ou, para aceder mais rapidamente ao simulador, poderá obtê-lo no link http://www.pt.alico.com/pt/Individual/Os-Nossos-Produtos/Vida/Credito-Seguro.html .
    Na altura que ponderei mudar de seguradora encontrei algumas na net que apresentavam valores interessantes, mas o que me levou a optar pela ALICO foi o facto de ter um atendimento presencial, não sendo portanto nada feito online. Não tive sequer necessidade de me deslocar à sede ou a uma agência, pois veio uma consultora ao meu encontro.
    Um outro pormenor interessante e que já mencionei na mensagem anterior foi o facto de tratarem de toda a burocracia.
    Penso que é muito importante neste tipo de contratos haver alguém a dar a cara…
    Se estiver interessado ou quiser ser contactado e tiver alguma dificuldade poderá deixar aqui o seu e-mail, que eu poder-lhe-ei facultar os contactos que possuo.

    Bons negócios,

    Rui Teles

  2. JRibeiro Agosto 31, 2010 at 21:50 #

    @Rui Teles,

    informação muito relevante, especialmente para quem sente que o prémio do seguro… não acompanha o montante da dívida!… 😉

    Agora, as suas prestações relativas ao seguro mantêm-se constantes ou têm vindo a diminuir ligeiramente?

    Cumps

  3. Rui Teles Agosto 31, 2010 at 23:02 #

    JRibeiro,

    Eu efectuei já a totalidade do pagamento para a próxima anuidade mas, se eu assim o entendesse, poderia tê-lo feito de forma mensal, trimestral ou semestral, sem qualquer tipo de agravamento.
    Significa portanto que a actualização não é feita mensalmente (agora vejo que é melhor !), e no início da próxima anuidade fazem novo cálculo com base no montante em dívida nessa altura e com base na minha idade.
    Não há sequer necessidade de comunicar esse valor, pois na altura do contrato forneci diversos elementos para que possam fazer os cálculos (montante inicial, spread a aplicar, nº de prestações, tipo de taxa, etc. …).
    Só tenho de comunicar à Seguradora no caso de haver alguma alteração relevante no contrato de crédito habitação (p. ex. amortizações antecipadas, alteração do período de contrato ou do spread, entre outros…).

    Cumprimentos,
    Rui Teles

  4. Mário Cruz Setembro 1, 2010 at 9:26 #

    E para comunicar as alterações basta a sua palavra ou a seguradora exige um documento do banco a comprovar (v.g amortização antecipada)? Se exigir um documento do banco para fazer fé das alterações, esse documento terá custos/comissões cobrados pelo banco. Uma declaração de divida em certos bancos ronda os 50 Euros!
    Cumps

  5. Rui Teles Setembro 1, 2010 at 16:52 #

    Sr. Mário Cruz,

    Na verdade não lhe sei responder a essa pergunta, mas o que é certo é que não foi necessário nenhum documento especial para iniciar o contrato; apenas forneci fotocópias da minha escritura, visto que nela estão mencionados os elementos necessários para os cálculos.
    Todavia, se efectuar uma amortização antecipada, o valor em dívida pode ser consultado no extracto mensal emitido pelo banco.Penso que, se a Seguradora mantiver a mesma postura, não complicará, mas o melhor mesmo é, na dúvida, colocar-lhes essa questão.

    Cumprimentos,
    Rui Teles

  6. A.Sousa Setembro 14, 2010 at 15:28 #

    @Rui Teles,

    O sr. tem a certeza se optasse pelo pagamento seguro vida sob a forma mensal, trimestral ou semestral, não teria qualquer custo tipo despesa de fraccionamento ?

    Seria interessante saber qual a instituição bancária que o sr. tem o CH, bem como a Seguradora onde fez o Seguro Vida, caso assim o entenda.
    Obrigado.

  7. Rui Teles Setembro 14, 2010 at 22:41 #

    A.Sousa,

    No momento em que celebrei o contrato com a nova seguradora tive de efectuar de imediato um pagamento, que seria de, pelo menos, uma mensalidade.
    Fui eu que optei por fazer a liquidação total do prémio anual (foi só multiplicar por 12), e o valor coincide com o valor da simulação online.
    O banco onde tenho o CH é o BES, e a nova seguradora é a ALICO (p.f. veja o comentário nº51).
    Independentemente de ter trocado de seguradora, devo acrescentar ainda que a antiga (BES-Vida), também não me agravava o prémio por força do seu fraccionamento mensal, pelo menos até ao passado mês de Junho, altura em que rescindi o contrato (comentário nº20).

    Cumprimentos,
    Rui Ribeiro Teles

  8. ddascaldas Setembro 14, 2010 at 23:34 #

    Olá

    Duas ou três achas para a fogueira:
    1.º a Totta Seguros vida cobra uma parte pelo fracionamento
    2.º A Genesis, que trabalha com o TOTTA em multiriscos, também cobra pelo mesmo fracionamento
    3.º Muitas vezes nos seguros de VIDA apenas seguram os riscos mais “baratos” Morte e Invalidez Absoluta

    Mudei ambos os seguros que tinha com o Totta e optei por outras companhias, no caso a AXERIA PREVOYANCE -APRIL Portugal, S.A.
    Neste caso apresentam um valor anual e se desejar pagar em duas vezes agrava 1%, em 4 vezes 2% e mensalmente 4%, e está tudo claro e apresentado logo no início.

    Em resumo:
    + COBERTURAS
    iguais CAPITAIS
    – Valor pago (cerca de 40% a menos)

  9. A.Sousa Setembro 15, 2010 at 0:10 #

    @Rui Teles
    Agradecia que visse no link Média mensal da Euribor (comentário nº 1633) para se inteirar da minha situação, no que se refere ao Seguro Vida CH.
    Obrigado

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa