Atalhos

Produtos estruturados e Depósitos a prazo



Este artigo foi originalmente escrito pelo JRibeiro, a quem deixo os meus sinceros agradecimentos.

Expressões como Caixa Top, Super Rendimento, Renda Mais, Rendimento Top, Max 100%, Estratégia Valor e Cabaz Top são típicas de instrumentos de captação de aforro estruturado (ICAE). Os ICAE costumam ser produtos em forma de depósitos ou obrigações de caixa, onde frequentemente se transmite a ideia de ganhos elevados e pouco risco, com prazos entre 1 e 5 anos. Contudo, convém saber que na maioria dos casos o rendimento real pode não ser o mais evidenciado e além disso são produtos complexos, com uma componente de risco de difícil avaliação.

A minha opinião é que se tem algum capital para investir e quer uma aplicação segura (leia-se capital e juros garantidos, sem chatices), opte por um depósito a prazo. Os melhores rendem tanto ou mais do que a maioria dos ICAE para o mesmo período ou períodos inferiores (veja por exemplo o Depósito a prazo Blue do BEST ou o Depósito Ouro Plus 12 Meses) e a tranquilidade e garantia que oferecem é totalmente diferente.

Se estiver mesmo decidido a subscrever produtos estruturados, não se deixe impressionar com os altos rendimentos anunciados, pois a designação dos produtos nem sempre corresponde ao rendimento efectivo da aplicação. As fórmulas de cálculo contêm restrições que condicionam fortemente a possibilidade de atingir as rentabilidades máximas. Como exemplo, certos produtos estruturados pagam uma percentagem da valorização de um índice, mas se esse índice valorizar “demasiado” (o que aparentemente seria bom) já não pagam quaisquer juros.

Portanto, informe-se, lendo com atenção pelo menos a ficha técnica do produto ou a FIN (Ficha de Informação Normalizada), que contém informação relevante, tal como: prazo, montante mínimo e máximo, perfil do aforrador, comissões, regime fiscal, risco de perda do capital, variáveis para o rendimento e respectiva fórmula do cálculo.

Espero que este artigo o tenha ajudado a entender melhor a diferença entre os produtos estruturados e os depósitos prazo. Caso subsistam dúvidas, por favor abra um tópico no fórum ou deixe um comentário.

Aproveite também para ir consultando o tópico do fórum sobre produtos financeiros complexos, onde periodicamente surgem opiniões sobre este tipo de produtos por parte dos utilizadores do fórum.

Última actualização: 26/11/2013

Partilhe:

, ,

20 comentários a Produtos estruturados e Depósitos a prazo

  1. Ana Agosto 3, 2010 at 16:30 #

    Boa tarde,

    Tinha um depósito a prazo de um ano que venceu em meados de Julho de 2010. Dado que no boletim de subscrição dizia que os juros ficavam sujeitos á taxa de 20%, e agora fizeram o cálculo a 21,5 %, será justo ?

    Poderei reclamar? Se sim, dirijo-me a quem? No Banco limitaram-se a dizer que estavam a cumprir ordens superiores.

    Agradeço a atenção
    Ana

  2. Pedro Pais Agosto 5, 2010 at 10:41 #

    @Ana,

    Sim, parece-me que será essa a retenção a ser efectuada.

  3. JRibeiro Agosto 5, 2010 at 12:18 #

    A Taxa Liberatória de IRS a aplicar a qualquer Depósito a Prazo é a que estiver em vigor na data de vencimento de juros.

    As taxas liberatórias de retenção na fonte, para residentes, em Portugal Continental e Ilhas da Madeira, e não residentes, foram alteradas de 20% para 21,5% deste o dia 01 de Julho de 2010.

    Este regime fiscal é o que está actualmente em vigor, podendo vir a ser alterado até à data de vencimento de juros.

    Portanto, @Ana, não vale a pena reclamar porque está tudo certo!…

  4. Ana Agosto 5, 2010 at 16:42 #

    Agradeço a resposta, Pedro e JRibeiro.
    Irrita perceber que se é roubado e que nada se pode fazer.
    Infelizmente, há situações piores!

    Hoje reparei ao cimo da página no “Aprenda a negociar moeda”. Para quem não sabe mesmo nada, mas tem 1 certa curiosidade, aprenderia algo e será sério?

    Os meus agradecimentos
    Ana

  5. Pedro Pais Agosto 5, 2010 at 16:46 #

    @Ana,

    Não se meta nisso. Nem sei bem porque aparece esse anúncio, mas na minha opinião são poucas as pessoas que se devem dedicar ao mercado cambial.

  6. susana Agosto 10, 2010 at 16:32 #

    Boa tarde

    Sabem-me dizer se numa transferencia de CH de um banco para outro, a emissão de cheque para a liquidação do empréstimo é paga pelo cliente no valor de 10.40€? Isto em Abril deste ano.

  7. Manuea Ribeiro Agosto 19, 2010 at 13:11 #

    Olá Pedro
    Tenho 1 dúvida em relação ao cálculo da prestação mensal após amortização.
    Se fizer 1 amortização ao crédito Habit existente na CGD, é reduzido apenas 1 mês nas prestações em falta.
    Reduz o capital mensal a amortizar e reduz a prestação mensal. Alteram os juros o que é natural porque o capital é menor.
    Fiz a simulação através da ferramente de calculo e verifico que a prestação mensal se mantem e reduz bastante o total de prestações em falta.
    Existe alguma regra para o calculo das prest. após amortização?
    Há desvantagens para o cliente no cálculo utilizado pela CGD?
    Trata-se de crédito Habit c/ prestações constantes e juros a 6 meses.

  8. Pedro Pais Agosto 25, 2010 at 20:24 #

    @Manuela,

    Quando efectua uma amortização no CH o número de prestações em falta não se altera necessariamente. Aliás, a única coisa que acontece é que a prestação mensal é recalculada. Claro que pode negociar com o seu banco alterar o número de prestações, mas isso é um caso diferente.

  9. Liliana Agosto 31, 2010 at 17:07 #

    Boa tarde Pedro,
    Parabéns desde já pelo blog de excelência.
    Venho um pouco atrasada no comentário a este post, mas só agora tive a oportunidade de visitar o “Best”. E o meu comentário vem neste sentido (porque sou uma verdadeira leiga neste assusto) e fiquei um pouco reticente assim que entrei no endereço do banco.
    Pelo que percebi, este banco não tem balcões. Pelo que sei isto não é uma desvantagem, existem empresas de seguros assim que nos dão melhores preços exactamente porque não têm essas “outras” despesas. Depois comecei a ler a parte referente ao depósito. Tudo bem – (ao que parece) sem “letras pequenas”. Depois “abrir conta online”. E essa foi a parte “estranha”. Onde me parece que deixaria muitas pessoas reticentes.
    – dar dados online
    – fazer tranferências quase “anónimas” sem contacto pessoal
    – é um pouco dificil tirar dúvidas com alguém a “despachar-me” do outro lado do telefone
    – sinto que vou assinar um contracto “no escuro”

    MAS, se por acaso até isto tudo corra bem, eu faça o meu investimento a 90 dias, e no fim queira retirar o meu dinheiro e cancelar a conta (em nenhum lado me apercebi estar referido que tenha que manter conta por mais tempo, certo?) – como é que esta operação é feita? online? por telefone? Como é que eu garanto que uma parte interessada me cancela a conta, se eu não virei a ter algum comprovativo sequer de que fiz esse pedido?

    Desde já agradeço, e peço desculpa se as minhas questões poderão ser de algum modo ofensivas para alguém – mas são de facto só dúvidas, não afirmações. Creio que será de levar em conta, que como eu, existem muitas pessoas que não pescam nada disso, por isso fazem uma associação de ideias parecidas – incorrectas ou não.

  10. JRibeiro Agosto 31, 2010 at 21:46 #

    @Liliana,

    Não é totalmente verdade o que diz sobre o BEST. Há alguns balcões. Só não os há, em todas as cidades do pais!…

    Por outro lado, o BEST está no mercado há cerca de 9 anos senão estou em erro e pertence ao grupo BES e este tem balcões em todo o pais!…

    Deixo alguns links que a aconselhava a ler com atenção e depois se surgir novas dúvidas disponha (aqui no blog ou no fórum)!… 🙂

    Contactos dos bancos em caso de necessidade!: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2051.0.html

    Endereços físicos do Banco Best: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2530.0.html

    Como ganhar 8,8% sem risco com €2500: http://www.pedropais.com/como-ganhar-8-sem-risco-com-e2500-1066.html. Leia também alguns comentários que podem ser úteis!… 😉

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa