Atalhos

Calculadora subsídio de férias funcionários públicos e SEE


Por via da decisão do Tribunal Constitucional em chumbar a medida de abolição do subsídio de férias para os funcionários públicos e do Sector Empresarial do Estado, em Novembro de 2013 serão pagos os respectivos subsídios, deduzidos dos acertos relativos à alteração retroactiva das taxas de IRS para fazer face aos 14 vencimentos.

Para o ajudar a saber de antemão quanto vai receber em Novembro abaixo disponibilizamos uma calculadora para o subsídio de férias dos funcionários públicos e do Sector Empresarial do Estado em 2013, que inclui o valor a receber de subsídio de férias, duodécimo do subsídio de Natal, vencimento normal, e inevitavelmente os acertos retroactivos de IRS, apresentando inclusivamente o total líquido a receber.

Calculadora subsídio de férias funcionários públicos (2013)

Redução remuneratória: introduzir o valor da remuneração após a redução em vigor.
Sector Empresarial do Estado: colocar “0” nos campos da ADSE, se não for aplicável.
Remuneração base entre € 600 e € 1.100: a calculadora já tem em conta a parte do subsídio de férias pago em Junho.

Enquadramento:
Nº de Dependentes:
Remuneração base:
Tipo do subsídio de refeição:
Valor do subsídio de refeição (total do mês):
Taxa Segurança Social:
ADSE até Julho:
ADSE depois de Julho:
Contribuição para a ADSE:

A presente calculadora foi testada e cremos que o valor final não deverá ter diferenças de maior face à realidade (as principais diferenças devem ser relativas a questões de arredondamentos). Contudo, se identificar alguma situação ou problema, por favor informe-nos.

Achou esta ferramenta interessante? Por favor siga a nossa página no Facebook e subscreva a newsletter. Obrigado.

Partilhe:

52 comentários a Calculadora subsídio de férias funcionários públicos e SEE

  1. Eugenio Martins Novembro 22, 2013 at 0:31 #

    Boa noite Pedro:
    Como não respondeu ao meu pedido anterior presumo que não vai haver calculadora para os pensionistas do privado, CNP.
    Gostaria no entanto que me informasse onde entra na declaração anual a dedução das quantias pagas para a taxa CES que vai de 3,5% a 10% da pensão bruta, isto é numa pensão mensal bruta de €3000 atinge à volta de €250.
    Será que considera como rendimento bruto os 3000-250=2750?. Na simulação que fiz só me aparece a dedução da sobretaxa de 3,5% o que não me parece justo.
    Agradeço antecipadamente.
    Eugénio Martins

Deixar uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa