Atalhos

Converter entre TAE e TANB

Instruções

A ferramenta financeira que aqui disponho permite converter entre TAE e TANB, facilitando a comparação de depósitos entre bancos (porque uns anunciam as taxas nominais – TANB – e outros as taxas efectivas – TAE).

Se quiser converter de TAE para TANB, deve usar o quadro do lado esquerdo. No caso de querer converter entre TANB e TAE, deve usar o quadro da direita.

Em qualquer dos casos o preenchimento é extremamente simples. Coloca a taxa (TAE ou TANB) e o número de períodos num ano e obtém imediatamente a taxa respectiva (TANB ou TAE). O número de períodos num ano corresponde à periodicidade com que os juros são pagos. Exemplo: num depósito a 90 dias, se os juros forem pagos mensalmente, deve colocar 12, pois existem 12 meses num ano. Se o mesmo depósito a 90 dias só pagar juros no vencimento (ao fim de três meses, portanto), deve colocar 4, pois existem 4 períodos de três meses num ano.

Espero que esta ferramenta seja mais um suporte à escolha do melhor investimento para o vosso dinheiro. Usem e abusem.

Obrigado ao André Ferreira pela sugestão.

Partilhe:

48 comentários a Converter entre TAE e TANB

  1. Pedro Pais Janeiro 7, 2010 at 23:59 #

    @José Pedro Carvalho,

    O ideal é utilizares a função RATE do Excel. Depois de obteres essa taxa multiplicas por 12 e obténs a taxa anual.

    Se tiveres dúvida diz-me por favor.

  2. José Pedro Carvalho Janeiro 8, 2010 at 16:02 #

    Olá Pedro,

    Continuo sem perceber como foi obtido a taxa de 8.63%!
    Na fórmula do excel RATE é solicitada a taxa de juro, que não é indicada pela Emília no comentário. Como chegaste então ao valor?!

    Desculpa a insistência mas agiora fiquei curioso!

    Cumprimentos,

  3. Pedro Pais Janeiro 8, 2010 at 17:37 #

    @José.

    🙂

    A fórmula rate não pede a taxa, esse é o resultado que obténs. Podes usar assim: =RATE(10;-520;5000)*12

    O 1º argumento é o número de períodos, o 2º é o pagamento mensal e 3º é o valor da dívida.

    Assim expliquei-me melhor?

  4. José Pedro Carvalho Janeiro 11, 2010 at 9:08 #

    Bom dia Pedro,

    Agora já fiquei mais do que esclarecido!
    Mas agora imaginemos que paga €500 para um empréstimo de €10000 durante 4 anos com pagamentos mensais….a fórmula será =rate(4*12;-500;10000)*12 = 52,24%? E se os pagamentos em vez de mensais forem semestrais?O que altera na fórmula?

    Desde já agradeço a ajuda!

    Cumprimentos,

  5. Pedro Pais Janeiro 17, 2010 at 20:55 #

    =rate(4*2;-500;10000)*2 => -33,64%

    Abraços

  6. nkit Junho 29, 2010 at 10:51 #

    Olá,

    como se calcula a TAE para um depósito a prazo a um ano (365 dias), com juros capitalizaveis, de taxas crescentes (começa com 2,5%, 3 meses depois passa para 2,75%, depois 3,25% e finalmente 4%)?

  7. Pedro Pais Julho 3, 2010 at 15:15 #

    @Nkit,

    Qual é a TANB média? Quando são pagos os juros? Os juros são capitalizados?

  8. Aníbal Julho 18, 2010 at 21:20 #

    Boa noite Pedro,

    Antes de mais, os meus Parabéns pelo Blog. É um recurso francamente útil para quem quer controlar os seus rendimentos de forma mais responsável.

    Necessito de pedir-lhe ajuda no cálculo de juros de um crédito. O crédito vence juros trimestralmente e está indexado à Euribor a 3 meses. A taxa trimestral efectiva que deverei usar corresponde a: (1+Eur3M)^(1/4)-1, certo?

    A taxa usada corresponde ao último dia útil anterior ao início do período de contagem. Portanto, e se percebi o texto do contrato correctamente, o juro, p.e., de Junho, corresponde à taxa do último dia útil de Fevereiro. Estará correcto? Se estiver, creio que os juros cobrados foram muito superiores aos que deveriam ter sido cobrados…

    Desde já lhe agradeço a sua ajuda,

    Aníbal

  9. Pedro Pais Julho 18, 2010 at 23:35 #

    @Aníbal,

    Quanto está a falar da taxa trimestral efectiva, qual é o propósito que pretende alcançar?

    No crédito habitação a taxa corresponde à media do mês anterior, não ao último dia útil.

  10. Aníbal Julho 19, 2010 at 0:15 #

    Estou a recalcular as taxas de um crédito pessoal / consumo. Com a taxa trimestral efectiva, acrescida do respectivo spread, pretendia calcular o juro devido de cada período, multiplicando-a pelo capital em dívida [dado que só houve lugar ao pagamento de juros].

    Neste caso, a cláusula em que está descrita a forma de cálculo dos juros, refere que a taxa usada é a Euribor a 90 dias do último dia anterior ao período de contagem de juros. Estava a calcular da seguinte forma: para o juro de 01/Junho, usaria a taxa de 28/Fevereiro, dado que o período de contagem é entre 01/Mar e 01/Jun.

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa