Atalhos

Contas ordenado: o crédito encapotado



As contas ordenado são uma invenção bancária com já alguns anos. O seu principal propósito parece ser disponibilizar aos trabalhadores um adiantamento do ordenado, frequentemente em conjunto com outros benefícios (e.g., isenção de comissões ou cartões de débito/crédito gratuitos).

Contudo, as aparentes regalias das contas ordenado são eliminadas com o crédito encapotado. Os adiantamentos do ordenado, que parecem muito bons, acarretam normalmente juros e custos pela sua utilização. E o pior é que utilizá-los é fácil (demasiado) e automático.

Até agora, os bancos colocavam no saldo disponível das contas o valor realmente disponível somado de um valor (variável) correspondente ao adiantamento. Caso excedesse o seu saldo real e recorresse ao adiantamento, estaria imediatamente a contrair um crédito, que comporta pagamento de juros e/ou comissões. Pior ainda é que possivelmente só iria descobrir no mês seguinte.

Felizmente o Banco de Portugal vai pôr fim a esta situação. A partir de 25 de Junho de 2008 o saldo disponível exclui valores sujeitos a juros, comissões ou outros encargos, conforme noticiado pelo Jornal de Negócios e Agência Financeira.

Já diz o provérbio: “quando a esmola é muita, o pobre desconfia”. Lembre-se que ninguém dá nada a ninguém, muito menos os bancos.

Última actualização: 24/11/2014

Partilhe:

, , , ,

5 comentários a Contas ordenado: o crédito encapotado

  1. Luis Miguel Silva Abril 16, 2008 at 16:28 #

    Por acaso, por vezes, faz-me jeito (quando me desleixo a transferir dinheiro entre as minhas contas e fico com o saldo negativo).

    Por outro lado, fico sempre extremamente confuso porque não sei exactamente qual o saldo que tenho! Ainda há cerca de 2 dias atrás passei vergonha no IKEA desnecessariamente…oh well :o)

    Hugz,
    Luís

  2. Pedro Pais Abril 16, 2008 at 22:14 #

    Luís,

    Quer-me parece que para esses casos é preferível utilizar (de forma responsável) um cartão de crédito. Pelo menos até 20-50 dias não tens de pagar juros e/ou comissões, se pagares a 100%.

  3. Lucy Setembro 5, 2008 at 17:27 #

    Olá Pedro,
    Gostava de saber o que pensa da Conta Ordenado do Santander:
    http://www.santandertotta.pt/pagina/content/0,1564,698_28840_1_1_683_6_0,00.html
    Depois de ler pareceu-me interessante, é do tipo Depósito a prazo com “TAN de 10% (TANB) durante um ano, com juros contados a partir da data de constituição inicial da poupança ou dos seus reforços. Condições válidas para novas domiciliações e constituição de Poupança Ordenado 10% até 30-09-08. A 1ª domiciliação de ordenado/reforma deverá ocorrer até 30-09-08. Conta de Rendimento e Poupança, destinada à acumulação de poupanças mensais, durante um ano, permitindo reforços mensais de valor máximo de 300€. Esta poupança tem um prazo de 365 dias.”

    Acha que isto é fiável e rentável? Quero investir cerca de 2000€ e tb consigo os reforços mensais de 300€ (máximo). Com este dinheiro acha que é um bom negócio investir aqui?

    Agradeço a disponibilidade. Abraço Lucy

  4. Lucy Setembro 5, 2008 at 17:47 #

    http://www.santandertotta.pt/pagina/content/0,1564,698_28841_1_1_683_6_0,00.html
    Está aqui outro link sobre essa conta ordenado mais do santander.

  5. Pedro Pais Setembro 8, 2008 at 22:01 #

    @Lucy,

    Só não entendo se pode investir os €2000 iniciais, mas parece-me que não. O interessa da conta é relativo. De facto a remuneração é interessante, mas só se aplica a um valor e tempo muito reduzidos.

    Se ignorarmos os €2000 iniciais (que penso que não poderá investir) e investirmos €300/mês, chegamos ao final do período com €169,67 ganhos em juros, para um investimento total de €3600, ou seja, uma rentabilidade líquida de 4,71%. Não é mau 🙂

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa