Atalhos

Dever ou Direito?



Pela altura que escrevo este post, as primeiras projecções do referendo sobre o aborto apontam para uma abstenção entre os 50%-60%. Um valor muito elevado, demasiado na minha opinião.

Há vários motivos que podem ser levantados para a recorrência e agravamento (apesar da esporádica melhoria) da abstenção. É motivo de imensos artigos e opiniões.

No que me diz respeito a abstenção é o culminar de ver o voto como um dever e não como um direito. E como deveres já temos muito, porquê dar-mo-nos ao trabalho de cumprir este?

A verdade é que o voto é um direito, conquistando à custa do esforço de muitos e que não deve ser desperdiçado.

É um direito porque:

  • É a hipótese de participar no futuro da sociedade em que estamos inseridos
  • É a oportunidade de termos voz
  • E, finalmente, é a vantagem de podermos lutar por aquilo em que acreditamos.

Se não votou desta vez, não deixe que volte a acontecer.

Última actualização: 25/01/2011

Partilhe:
Ainda sem comentários.

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa