Atalhos

Euribor em queda – que fazer?



Média mensal da Euribor vs taxa BCE

Com base nas médias mensais da Euribor e nas taxas de referência publicadas pelo Banco Central Europeu, elaborei o gráfico acima que mostra claramente a queda da livre da Euribor e que face à taxa do BCE ainda há margem de descida.

Dada esta realidade, o que devemos fazer?

1. Aproveitar a onda para continuar a poupar.

Nos últimos meses habituámo-nos a viver com taxas de juro mais elevadas e tivemos de optimizar a poupança e cortar no supérfluo. Enfim, apostar no essencial.

Agora que na perspectiva do crédito se avizinham tempos mais optimistas, não devemos deitar todo o esforço por terra. Podemos afrouxar um pouco o rigor, mas continuar a poupar deve ser a palavra de ordem, até porque os tempos próximos são bastante incertos. Portanto, aproveitar a embalagem e não deixar a poupança esmorecer.

2. Investir em depósitos a prazo enquanto estão quentes.

Enquanto sim e não, alguns bancos continuam com depósitos a prazo com taxas superiores a 5% (relembro que à data do artigo a Euribor 3M está abaixo de 3,5%). É de aproveitar enquanto dura, ou seja, se tiver algum dinheiro disponível, aplicar quanto antes e durante o maior prazo possível, para usufruir dos juros altos. Se precisar, pode utilizar a ferramenta de cálculo de juros, para saber quanto irá ganhar.

3. Começar a equacionar as taxas fixas.

Com os cortes nas taxas de juro e com as perspectivas de crise/recessão/etc cada vez mais reais, as taxas fixas serão cada vez mais atractivas. Na minha opinião ainda é muito cedo para passar de taxa variável para fixa, mas é algo a que devemos estar cada vez mais receptivos e abertos.

Relembro que a opção pelas taxas fixas deve ser feita na altura em que custa mais, isto é, quando as taxas estão baixas. Pode ser difícil justificar a opção pela taxa fixa nesse cenário, mas se por tal optar, lembre-se que um dia as taxas também irão subir.

Última actualização: 24/11/2014

Partilhe:

, , ,

101 comentários a Euribor em queda – que fazer?

  1. Paulo Outubro 13, 2010 at 12:30 #

    Bom dia Pedro,

    Não sabia que também haviam blogs com toda esta informação na net….
    Muito bom, mas como o meu ramo não é este, aproveito para te pedir uma opinião:
    Comprei um carro e vou pedir ao banco 10.000 euros.
    No stand estão-me a fazer uma prestação fixa de 235€ x 48 meses e no banco Santander uma prestação variavel de 235€ x 47 meses.
    Gostava se possivel de uma opinião sobre qual escolher?

    Obrigado pela ajuda,
    Cumprimentos
    Paulo

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa