Atalhos

Ferramenta: Calculadora de prestações mensais

Os mais atentos terão reparado que introduzi no site uma calculadora de amortizações mensais, muito útil para calcular qual a prestação mensal de uma determinada dívida. Espero que seja do vosso agrado.

Um dos casos mais interessantes em que a mesma pode ser utilizada é para verificarem em quanto a vossa prestação mensal diminuiria caso fizessem uma amortização antecipada.

Para o exemplo de uma dívida de 100 000 euros, com uma taxa de 5% e 360 meses (12 meses * 30 anos), teríamos uma prestação mensal de € 536.82. Caso decidíssemos amortizar antecipadamente 20 000 euros (passando a ter uma dívida de 80 000 euros), essa prestação mensal baixaria para € 429.46.

Certamente existirão outras aplicações da mesma ferramenta, como saber o impacto da subida de 1 ponto percentual na taxa de juro, conhecer a diferença que o tempo faz na prestação mensal, etc.

Os que tiverem interessados em utilizar algo equivalente nas suas folhas de cálculo, sugiro que vejam atentamente a função PMT do Excel.

Estou totalmente à vossa disposição para quaisquer dúvidas ou comentários.

Última actualização: 03/12/2010

Partilhe:

6 comentários a Ferramenta: Calculadora de prestações mensais

  1. Bruno Julho 4, 2012 at 0:26 #

    Pedro

    Tenho uma folha de excel detalhada que usa a função PPMT. Na primeira prestação (nas primeiras 3 porque tenho euribor 3m) bateu certíssimo, mas nos 2º e 3º trimestre cobraram-me -0.02€, no 4º trimestre +0.06, e no 5º trimestre +0.27€.

    Nos detalhes do empréstimo consigo ver os juros, e esses batem exactamente com o meu cálculo, a parte da amortização é que não converge exactamente (precisamente a parte que usa o PPMT). Já tentei colocar arredondamentos em passos intermédios mas mesmo assim nunca consigo atingir o valor que o banco me cobra.

    Para já são valores com pouco relevantes, mas queria mesmo perceber onde é que pode estar o erro para eu o corrigir, ou se é o banco que é “nabo” (peço desculpa pela expressão) e tem folhas de cálculo obsoletas que calculam mal?

    Um abraço e obrigado.

  2. Pedro Pais Julho 4, 2012 at 12:11 #

    Olá Bruno,

    Com valores tão próximos pode ser mesmo uma questão de arredondamento. Mas se quiser mande-me o excel que dou uma vista de olhos.

  3. Bruno Julho 4, 2012 at 12:20 #

    Pedro

    Entretanto, vasculhando na net, encontrei a fórmula “exacta”:

    Prestação= Capital em divida / [ (1- ((1+t)^(-n)) ) / t ]

    t = taxa de juro anual / 12
    n = número de prestações em falta

    Presumo que, devido à elevada não-linearidade da expressão, o PMT e o PPMT do excel utilizem métodos numéricos para determinar passo a passo o valor, daí que a longo prazo vá divergindo do valor correcto.

    Aplicando a expressão anterior, a prestação dá exactamente igual ao que o banco cobra. Se tiver interesse, aplique-a em paralelo com as do excel e veja as pequenas diferenças.

    Assunto resolvido, mas obrigado na mesma pela rápida resposta!

    Um abraço.

    • Pedro Pais Julho 5, 2012 at 10:43 #

      Olá Bruno,

      Mas não é motivo para dar valores diferentes, muito sinceramente. Aliás, acabei de fazer uns testes e dá-me exactamente os mesmos valores, quer usando a fórmula PPMT + IPMT quer usando a fórmula das rendas que indicou.

      Não haverá algum outro motivo para a diferença?

  4. Bruno Julho 5, 2012 at 11:12 #

    Pedro

    Realmente é difícil de explicar, sobretudo porque tenho as fórmulas lado a lado na mesma folha de excel, e a fazer referência às mesmas células (capital em dívida, taxa, meses em falta, etc.)

    Recordo-lhe que para a 1ª prestação (primeiras 3, neste caso, porque é euribor 3M) dá exactamente igual. Terá feito a simulação para todos os meses até ao fim do prazo?

    Entretanto vou dedicar logo à noite mais uma hora a analisar o quê que pode estar mal…

    Obrigado pelas respostas!

    • Pedro Pais Julho 6, 2012 at 11:51 #

      Só fiz um caso, mas não vejo porque daria diferente. De qualquer forma, se encontrar alguma *resposta*, pf diga.

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa