Atalhos

Linha Saúde 24 e INEM



É habitual fazerem-se críticas aos serviços de emergência/urgência portugueses, mas hoje eu venho fazer um elogio, um grande elogio.

Linha Saúde 24

Primeiro à Linha Saúde 24 (808 24 24 24). Uma linha de atendimento que permite aos utentes obterem aconselhamento médico, ser feita uma triagem e diagnóstico inicial dos sintomas existentes e, caso seja necessário, serem encaminhados para os serviços de saúde adequados.

A Linha Saúde 24 é uma daquelas ideias espectaculares. Apoia a resolução dos casos de saúde, que tanto nos melindram, permite que exista um encaminhamento mais adequado dos utentes para os serviços de saúde e, em última análise, poupa dinheiro a todos.

INEM

Segundo ao Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM). Um conjunto fantástico de pessoas e de meios que se esforça, dia e noite, para socorrer e ajudar aqueles que mais precisam. Um conjunto de Mulheres e Homens que têm uma profissão nobre e extremamente cansativa mas que, não obstante, conseguem na maioria dos casos ser pacientes e demonstrar um nível de compaixão inigualável – os meus Parabéns.

Num país muitas vezes assolado pela crítica e pela insatisfação, sabe bem saber que temos à nossa disposição pessoas (e recursos) com vontade de ajudar o próximo.

Última actualização: 04/12/2010

Partilhe:

17 comentários a Linha Saúde 24 e INEM

  1. m.elis Setembro 5, 2009 at 11:50 #

    Pois, de facto, já há muita informação por todo o lado.
    Estou-me a lembrar de, por exemplo, a informação de alguns dos melhores links sobre o assunto, que se encontram dispersos…

  2. JRibeiro Setembro 6, 2009 at 16:50 #

    Boa tarde,

    tomei a liberdade de criar um tópico com os melhores links sobre o assunto da gripe A.

    Pode ser visto aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1942.0.html

    Espero que seja útil e contribua para o bem estar das pessoas!

    Cumps

  3. TS Fevereiro 7, 2010 at 7:07 #

    “A Linha Saúde 24 é uma daquelas ideias espectaculares”.

    Sim, de facto é uma IDEIA espectacular. Até aí eu concordo e aplaudo a medida. Só é pena não funcionar em condições! Os propósitos são os melhores mas, de facto, uma pessoa pode estar a “morrer” que tem mesmo de ir “morrer” ao hospital porque muitas vezes não consegue que nos atendam sequer o telefone…

    Infelizmente posso dizer que estive uma manhã inteira em “lista de espera” para que me atendessem o telefone da parte do Linha de Saúde 24 (e isto foi antes do fenómeno Gripe A, logo, não havia desculpa para listas de espera com mais de 30 minutos).

    Termina por ser uma boa forma de fazer dinheiro à custa da chamada telefónica porque, naturalmente, tive de ir mesmo ao hospital. Ou seja, tive de fazer aquilo que eu evitaria fazer caso me tivessem atendido o telefone: entupir as urgências do hospital com mais um caso que seria facilmente orientado telefonicamente.

    Aplaudi a criação desta medida entusiasticamente, no entanto, seria bom vê-la a funcionar eficazmente, pondo ao serviço a quantidade de pessoal necessário à satisfação dos pedidos dos utentes. Utilizem o dinheiro dos contribuintes para estas carências, em vez de substituirem desnecessariamente as frotas de carros dos ministros de 2 em 2 anos! Caso contrário mais vale fecharem a Linha porque, de qualquer forma, teremos de continuar a entupir as urgências dos Hospitais.

    De notar que o meu caso pode ter sido apenas “uma” experiência, é certo. De qualquer forma não deixa de ser lamentável um utente ligar de urgência para uma Linha de Saúde e ouvir do outro lado “tempo de espera: 30 minutos” e, curiosamente, ouvir esta mesma mensagem durante 3 horas…

  4. m.elis Fevereiro 7, 2010 at 11:22 #

    Considero que a existência da linha de saúde 24 é de extrema importância. Esclarece de forma competente e contribui para não entupir os hospitais e trazer de lá mais uns vírus….
    Recorri a esta linha recentemente e não estive mais que 1 minuto à espera. Sorte? Não sei. O atendimento foi muito profissional e não foi preciso ir para o hospital.
    Tenho pena que não funcione na perfeição 🙁

  5. Filipa Julho 5, 2010 at 21:32 #

    Boa noite,
    Vou ser obrigada a contrariar alguns comentários sobre os temas (INEM e saúde 24)!!
    Se me dizem que “Ai se estiver à espera do INEM, bem vou morrer ao hospital”…
    Não é assim, voçês não podem querer que tenhamos todos, uma ambuláncia do Inem à nossa porta à espera que nos dê não sei o que para nos salvar…
    Antes de criticar, só porque tiveram uma má experiência, já experimentaram pensar no que sentirá um responsavel do INEM, ao ver que não conseguiu salvar uma vida, porque NÃO CONSEGUIU?
    Já pensaram?
    Saúde 24?
    Quero dar os meus PARABÉNS á saude 24..são de um profissionalismo, uma rapidez incrivel…
    Já precisei, umas 10 vezes dos serviços deles, e de todas as vezes que liguei não esperei nem um minuto…
    Foram, em todos os casos, IMPECAVEIS….
    Mais uma vez, antes de criticar coloquem-se no lugar das pessoas que trabalham do outro lado para nos ajudar…
    Voçês lamentam os serviços de saúde, eu lamento ainda existirem pessoas assim…que s sabem criticar, e nunca louvar o que temos…
    Enfins…

  6. anónimo112 Abril 22, 2011 at 1:59 #

    o saude 24 é grátis????

    • ana paula pires martis felizardo Outubro 15, 2012 at 17:35 #

      venho por este meio pedir uma informação útil pois esqueci de comentar com meu médico,visto só ter consulta daqui a um mês por se encontrar de férias.agradecia que me informassem se o medicamento que tomo o varfine á um mês devido a uma trombose venosa profunda na perna esquerda ,fazendo o irn de 15 em 15 dias,agora estou a tomar os comprimidos do dr.tallon os manipulados para ajudar no emagrecimento devido ao peso na perna mas não sei se faz mal juntar os manipulados com o varfine.Gostaria que me dessem essa indicação o mais breve possivel por favor,agradecendo desde já.Atenciosamente.Paula Felizardo

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa