Atalhos

Poupar a Sério!



Poupar: Gastos < Rendimentos.

Mas porque é que se poupa? Se ganho dinheiro, porque não o gastar totalmente? Em geral, não é por ter mais dinheiro guardado que fico mais feliz, pois não?

Bom, como é evidente e de todos conhecido, poupar é alicerce fundamental da gestão orçamental financeira. Poupa-se para conseguir:

  • Enfrentar despesas inesperadas;
  • Comprar bens ou serviços que não cabem num ciclo orçamental (tipicamente mensal);
  • Garantir uma vida mais desafogada aos herdeiros;
  • Investir e ter mais poupança, com vista à reforma ou a um dos objectivos acima.

O problema de poupar, é que exige ESFORÇO; é muito mais fácil gastar à vontade e, para a generalidade, dá muito mais prazer. Como tal, é preciso empregar esse esforço da forma mais inteligente possível, para que obtenha os maiores ganhos com o menor investimento, de tempo ou de qualidade de vida.

É por isso que hoje iniciamos uma série de artigos sobre como Poupar À Séria, em que iremos identificar as rubricas de despesa onde pode poupar mais significativamente e de que forma. Não lhe vamos dizer para fechar a água enquanto lava os dentes ou para deixar de beber café; estamos à procura de grandes ganhos com o maior rácio retorno/esforço continuado possível, em áreas como habitação, telecomunicações, lazer, alimentação e outras.

Se o tema lhe interessa, não perca os próximos artigos (1 ou 2 por semana). Pode também recebê-los através da newsletter.

 

 

Última actualização: 22/08/2016

Partilhe:

, ,

7 comentários a Poupar a Sério!

  1. Miguel Ferreira da Costa Agosto 17, 2016 at 12:24 #

    Bom dia.
    Aprecio imenso as vossas análises e sugestões, algumas das quais me têm sido uteis.
    No entanto, a mais recente, titulada “Poupar à séria!” deixou-me de pé atrás.
    Ainda se fosse poupar a sério, teria lido com interesse. Agora, “à séria” não sei o que é, e cheira-me a mariquice.

    • Pedro Pais Agosto 17, 2016 at 17:07 #

      Obrigado pela nota. É uma expressão claramente (demasiado?) informal, mas vamos ter em conta o comentário.

    • Manuel Agosto 25, 2016 at 14:10 #

      Muito obrigado pela sua partilha de informação, mesmo que para alguns possa ser adjetivado com alguma “mariquice”…
      Cumprimentos e continuação do muito bom trabalho.

    • Antonio Lima Agosto 26, 2016 at 22:07 #

      Pedro Pais,
      Tenho-o lido e seguido com atenção desde …já nem sei. E agradeço-lhe, porque me tem ajudado, esclarecido e guiado. A sério, à séria, não importa. O fundo da questão é: tem-me ajudado.
      Obrigado.

  2. Maria Alcina Ferreira Agosto 19, 2016 at 15:44 #

    Boa tarde!
    Por sinal gostei e fiquei com curiosidade, visto que poupar desligando a torneira da água enquanto lavamos os dentes… já não vamos lá!
    Fico à espera, porque setembro costuma ser o mês de impormos objetivos e mudarmos algumas coisas, ainda em tempo de bom sol (ao contrário de janeiro!)

    Parabéns e bom trabalho!

  3. Sergio Agosto 23, 2016 at 9:37 #

    Bom dia,

    Aproveito o recente tópico, para questionar quando é que estará disponivel o simulador de irs para o ano fiscal de 2016.

    Obrigado e bom trabalho

    Sérgio Torres

  4. Alda Vicente Agosto 29, 2016 at 10:24 #

    Bom dia,
    Obrigada, pelas dicas que nos oferece (à borla)!
    Se, “grão a grão enche a galinha o papo” então, fechar a torneira enquanto escovamos os dentes, ou no duche enquanto nos ensaboamos, vale a pena! Além disso, a água é um bem demasiado precioso, escasso e de todos. Não devem uns desperdiçá-la, enquanto outros não a têm nem para as necessidades mais essenciais. Há até quem já fale de futuras (bem mais próximas do que imaginamos) guerras da água. Pelo bem da nossa “casa comum” é imperioso pouparmos em tudo que podemos, a água também!
    Continuação do bom trabalho que faz!
    Cumprimentos,
    Alda Vicente

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa