Atalhos

Queda de taxas (Euribor, CTPM e CA)



Temos assistido nos últimos tempos a uma queda continuada da Euribor, que na média mensal de Janeiro 2015 atingiu 0,063% a 3 meses e 0,152% a 6 meses, valores nunca antes vistos.

Esta queda tem-se reflectido nos créditos (pode calcular o impacto no seu crédito na nossa ferramenta Prestação de crédito após alteração da Euribor), cujas prestações têm igualmente baixado e também nos depósitos, que continuadamente oferecem taxas menos atractivas.

Como amplamente noticiado, as mais recentes vítimas de queda de taxas foram os Certificados de Aforro (CA) e os Certificados do Tesouro Poupança Mais (CTPM), situação associada à redução da Euribor mas, principalmente, à melhoria das condições de financiamento da República Portuguesa.

Assim, as subscrições dos CA oferecem neste momento uma taxa de 1,058% (Série D), quando os CA de Série C (cuja subscrição terminou a 30 de Janeiro) proporcionam aos aforradores uma taxa ligeiramente acima dos 3%.

Os CTPM, para os quais disponibilizamos o Simulador Certificados do Tesouro Poupança Mais, passam de uma taxa média garantida (5 anos) de 4,25% para 2,25%, quase metade. Pode consultar as taxas anuais na nossa página Taxas Certificados do Tesouro Poupança Mais.

Última actualização: 02/02/2017

Partilhe:

, , , , , , ,

3 comentários a Queda de taxas (Euribor, CTPM e CA)

  1. Patrícia Ferreira Março 9, 2015 at 11:58 #

    Ola Pedro, Bom dia.

    Parabéns pelo seu site.

    Relativamente a esta questão das euribor baixas (praticamente nulas), deixe-me perguntar-lhe se considera que esta é uma boa fase para amortização dos créditos à habitação (ainda que amortização parcial)

    Agradeço a sua informação.

    Cumprimentos.

    Patrícia

  2. Elisabete Rocha Abril 28, 2015 at 20:27 #

    Olá Pedro,

    Parabéns pelo seu sites. Embora eu viva no estrangeiro tento ler o seu e-mail para estar actualizada relativamente a este assunto que são as finanças.
    Escrevo-lhe porque procurei informação relativa ao IMI, e não encontrei. Tentei inclusive encontrar uma calculadora, pois considero que facilitaria em muito o esclarecimento sobre os cálculos. Sou proprietária de um apartamento e tenho também familiares que vivem em Portugal e que gostariam de ver este assunto esclarecido.

    Agradeço desde já a atenção

    ER

Deixe uma resposta

FinancasPessoais.pt

Subscreva a newsletter e tenha acesso a todas as novidades do grupo de sites FinancasPessoais.pt e a conteúdos exclusivos.

Os sites FinancasPessoais.pt respeitam a sua privacidade e vontade:

Não mostrar mais esta caixa